terça-feira, 29 de novembro de 2011

13ª Media Maratón de Montaña "Villa de Jarandilla"

Jarandilla de la Vera, província de Cáceres, Estremadura, Espanha

27 de Novembro de 2011

Cartaz oficial da prova.

Já andava a 'piscar o olho' a esta Meia Maratona à algum tempo... Pelo que me tinham dito, desenrolava-se num cenário espectacular, numa das encostas da Serra de Gredos, no norte da Estremadura espanhola. E foi principalmente por esse motivo que me decidi a rumar até Jarandilla de la Vera.

Era uma Meia Maratona de Montanha, com desnível positivo esperado entre os 400 e os 500m, com troços de terra batida e piso irregular. Por estas razões não era uma prova para fazer um grande tempo, por isso decidi que ia fazer a prova num ritmo calmo... Pensei "Aproveito, levo a máquina fotográfica e vou tirando umas fotos pelo caminho..." e foi o que fiz.


Como Portalegre não fica propriamente perto de Jarandilla de la Vera, optámos por ir de véspera e pernoitar numa pensão lá do sítio. Então fui eu, o Bruno Paixão e o Emílio Paulino até Jarandilla. Mais ao final da noite juntaram-se a nós o João Carlos e a Vitorina.

Após umas belas horas de sono, acordei na manhã seguinte com o nervoso miudinho do costume, apesar de o meu único objectivo ser terminar a prova.

Entra-me o Bruno Paixão pelo quarto adentro e pergunta: "Então mas vocês ainda não abriram os estores!? Abram isso e vejam a montanha!" Foi então que comecei a contemplar o que me rodeava... Como tínhamos chegado já de noite, não me tinha apercebido ainda da paisagem...

Fomos tomar o pequeno almoço e logo de seguida levantar os dorsais... Na zona da partida já tínhamos uma perspectiva mais ampla da montanha que nos rodeava...


Enquanto fazia o aquecimento num campo de futebol destinado para o efeito, ao lado, na recta da partida já se juntavam as quase cinco centenas de participantes num burburinho que foi aumentando de volume à medida que a hora da partida se aproximava.


É dado o tiro de partida e lá vamos nós!

Os primeiros metros foram muito animados, com a maioria dos participantes a gritar e a bater palmas juntamente com o apoio do público presente. Uma festa!


Estava tão distraído com o ambiente que nem me lembrei de iniciar o cronómetro do GPS logo na partida.

Os primeiros km foram realizados numa pequena volta pelo sítio, em que passamos por uma zona industrial e depois nos metemos pelas estreitas calles de cimento da vila.


Depois de fazermos uns km pela vila, descemos mais um pouco e aproximamos-nos de um riacho onde atravessámos uma bonita ponte que nos levou a um estradão de terra batida.


Fizemos uns kms pelo estradão plano e  após o km 6 começamos a subir...


Subimos até cerca dos 750m de altitude e aqui já tínhamos outra visão da serra...


Percorremos mais umas centenas de metros em estradão, descemos até à estrada nacional, que atravessámos e, voltamos a subir. Mais uns metros em terra batida e depois em cimento... Manias dos espanhóis, estradas de cimento...


Chegados ao final da subida, mais um troço de terra para finalizar a parte boa... Antes do km 12 entrámos no alcatrão e de lá nunca mais haveríamos de sair...

Fizemos uns kms planos e mesmo antes de iniciarmos a subida final, passamos uma ponte em que olho para a esquerda e deparo-me com este cenário fabuloso... Tive mesmo que parar para conseguir uma foto em condições... Só por isto já valeu a pena!


Iniciamos então a subida final que nos levaria desde os 770 até aos 870m de altitude em cerca de 2km.
Estava à espera que esta subida fosse pior, mas fez-se bem, até porque ia em ritmo de passeio...

Após o 16º km foi sempre a descer até à meta... Mantive o ritmo calmo que levava para poupar os joelhos na descida...

Aproximei-me da recta da meta e cruzei a linha de chegada com tempo oficial de 1h54m01s.


E está feito! Mais uma para o currículo! Uma boa prova, com uma paisagem espectacular e um bom percurso... Só foi pena os últimos 8km e tal serem em alcatrão, a juntar aos troços de alcatrão e cimento que apanhámos no início do percurso faz com que cerca de 2 terços da prova seja em piso muito duro... Eu próprio que fiz a prova em ritmo de passeio acabei com umas valentes dores nos joelhos, mas valeu bem pelo resto... Mais uma para repetir um dia destes!


Nota: todas as fotos publicadas são da minha autoria.

Sem comentários:

Publicar um comentário